Viajem Bem: no avião com bebês

Para quem gosta (e nós adoramos!) viajar é sempre uma boa opção, especialmente quando precisamos sair da rotina. Mas pode tornar-se um desafio se for preciso levar bebês. Mas não se intimide! Organizando-se a sua viagem pode ser um sucesso. Nós damos as dicas de como organizar uma viagem de avião com bebês. Aqui vai uma lista com 12 coisas que você não pode esquecer.

1- Idade. Com que idade o bebê pode viajar? A partir dos 7 dias, caso seja imprescindível; mas, no caso de uma viagem opcional, os médicos recomendam a partir dos 3 meses.

2- Documentos. Além dos seus, é essencial levar os do bebê: registro de nascimento para viagens nacionais, e passaporte para as internacionais. Caso um dos pais não esteja presente, então precisará fazer uma autorização, com firma reconhecida, concordando com a viagem. Também não dá prá esquecer a carteira de vacinação e a carteira do plano de saúde do bebê.

3- Roupas. Dependendo do tempo de viagem, será preciso levar mais de uma troca de roupa na bagagem de mão. Lembre-se de verificar as condições do clima no local de chegada. Em viagens longas o calor pode transformar-se em frio, ou vice-versa, o que exige roupas apropriadas.

4- Fraldas. O ritmo da troca de fraldas será semelhante ao que acontece em casa. Então, você precisará de várias fraldas descartáveis e de um trocador simples, portátil.

5- Lenços umedecidos. São úteis não apenas na troca de fraldas, mas também para limpar mãos e rosto sujos de comida, dar um “banho improvisado” para reduzir o suor, limpar sapatinhos e a cadeira…

6- Alimentos. Se o bebê mama no peito e a mãe está com ele; não há problema. Para os demais, os alimentos habituais precisam ser levados na bagagem de mão (mas as companhias aéreas aceitam apenas pequenas quantidades, compatíveis com a duração da viagem… não exagere). O preparo de alimentos com adição de água (quente ou fria) pode ser concluído no avião. Não esqueça que oferecer líquidos ao bebê durante o voo é um modo de diminuir o efeito da pressurização sobre os ouvidos, e evitar dores.

7- Remédios. Consulte seu pediatra sobre a “farmacinha básica do bebê”: remédios para dor de ouvido, febre, vomito, cólicas… Não esqueça de levar pomada antiassaduras e do filtro solar!

8- Chupeta. Se o seu bebê está habituado, o avião não será o melhor lugar para eliminar esse hábito. Então, previna-se, e leve mais de uma.

9- Cobertor. As vezes o ar condicionado do avião é regulado para temperaturas menores, então, mesmo em clima quente, um cobertor leve é imprescindível.

10- Brinquedos. São essenciais para distrair as crianças, especialmente as maiorzinhas. Mas lembre-se que não devem incomodar os outros passageiros, então, evite barulho!

11- Bolsa canguru. Para quem viaja só, essa é a melhor opção para manter a criança perto de si e liberar as mãos para outras coisas.

12- Mantenha-se tranquilo. Não vale a pena se estressar e passar isso para o bebê. Afinal, vocês estão felizes!

Foto retirada desse site.

Continue organizando sua viagem:

- Encontre o hotel perfeito para a sua viagem
- Não corra riscos e contrate um seguro de viagem
- Ganhe tempo e garanta seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas do seu destino
- Vai precisar de carro? Compare as empresas de aluguel de carro disponíveis no mercado

Leave a Reply

África Américas Ásia Europa Oceania
3x4 Austrália.
3×4 Austrália: Dicas de quatro blogueiros de viagem
Casa de Jorge Luís Borges.
Casa de Jorge Luís Borges: em busca do Aleph
Olinda, Pernambuco.
Olinda (PE): Teus coqueirais, o teu sol, o teu mar!
Guia de Paris: 10x10 Paris
Guia de Paris: 10×10 Paris
Guias de Viagem
Guias de viagem para inspirar e organizar sua próxima aventura
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Berlim
Mini Guia: Berlim
Compartilhar
Twittar
Pin
+1
WhatsApp
Email