10 coisas que todo turista faz em Paris… e 10 alternativas mais originais

Todo lugar tem suas figurinhas carimbadas: aqueles programas imperdíveis que todo turista TEM que fazer. Se não for, é como se não tivesse viajado. Por exemplo, se você for à Roma, tem que visitar o Coliseu; no Peru, viajar até Machu Picchu; em Londres, acertar o relógio com o horário do Big Ben; em Paris, ver a vista da Torre Eiffel, é claro.

Mas, peraí… será que tem que fazer essas coisas mesmo?

Quando você tem o privilégio de morar em uma cidade, acaba descobrindo alternativas aos programas tradicionalmente turísticos. E quando você viaja para visitar seus amigos, acaba sendo levado para esses programas mais locais… eles podem ser opções mais originais, mais interessantes, mais baratas ou que, pelo menos, vão polpar seu tempo por serem versões menos turísticas.

Como nem todo mundo tem um amigo morando em Paris que pode te levar para esses programas alternativos por aqui, nós temos algumas sugestões para você.

Torre Eiffel (Paris)

Torre Eiffel

Programa típico #1: Subir na Torre Eiffel
Sim, todo mundo quer ver a Torre Eiffel. E não estamos sugerindo que você pule esse marco importantíssimo da cidade! Mas, sinceramente, tem fila demais para subir na Torre. Não faz sentido ficar esperando horas. Até porque, como já explicamos, o maior problema da vista da Torre Eiffel é que… não tem a Torre Eiffel!
Alternativa: Subir na Torre Montparnasse
Um dos prédios mais altos de Paris tem uma vista belíssima da cidade, que incluí a Torre Eiffel, com a vantagem de não ter nem um terço das filas. Além disso, o elevador é super rápido e moderníssimo, evitando a canseira de subir as escadas do Arco do Triunfo ou da Notredame.

Programa típico #2: Comer Macarron
Esses docinhos coloridos ganharam o mundo e todo turista quer provar um. Nós também nos rendemos aos encantos dos macarons. Mas, não só de macaron vivem os franceses.
Alternativa: Comer Chou
A moda atual em assunto de sobremesas aqui em Paris é o chou, com várias lojinhas especializadas aparecendo por todos os lados. O docinho pode ser tão colorido e fotogênico quanto o macaron, com a vantagem do preço por unidade ser mais baixo. Sem contar que ainda tem uma questão cultural: essa é a sobremesa típica dos casamentos franceses.

Programa típico #3: Visitar o Museu do Louvre
O Museu do Louvre é maravilhoso. Tão maravilhoso que merece dias e dias de visitas. E é aí que mora o problema. Um turista comum não tem tanto tempo assim para dedicar somente a um museu. Então, o que acontece é que você fica na fila por uma hora ou duas, entra no museu, chega na Monalisa levando cotuveladas dos outros visitantes, briga com alguns outros para ver a Vênus de Milo e vai embora. Não tem tempo suficiente para apreciar toda a arte que existe dentro do prédio.
Alternativa: Visitar o Museu d’Orsay
Melhor bater uma foto na frente da pirâmide do Louvre e seguir pro Museu d’Orsay. Ainda vai ter fila, mas elas são geralmente bem menores, e o tamanho do museu é mais fácil de lidar. Dá tempo de ver bem mais coisa. A ala dos impressionistas é imperdível. E o fato de que o prédio era uma estação de trem também ajuda a tornar a visita ainda mais interessante.

Rua Montorgueil (Paris)

Rua Montorgueil

Programa típico #4: Andar pelas ruazinhas de Montmartre
Vou falar a verdade: não é que andar pelas ruazinhas de Montmartre seja um programa ruim. Não é. Pode ser um programa bem divertido e é extremamente parisiense. O problema é que não é fácil andar em Montmartre. Tem muita ladeira, o que torna o programa cansativo, além de muitas ruazinhas pequenas e tortas, o que faz com que seja um tanto confuso. E está sempre sempre lotado de turistas. Ou seja: é preciso tempo e disposição para achar cantinhos legais e fugir das lojas e restaurantes com preços inflados, feitos especialmente para turistas.
Alternativa: Andar pela rua Montorgueil
Uma rua pitoresca no coração de Paris, cheia de restaurantes, cafés, docerias e afins. Sempre cheia, mas nunca lotada, essa rua geralmente passa desapercebida pelos turistas. Como é só uma rua, é muito mais fácil de andar do que Montmartre, e tem um clima parecido de boemia e cidade pequena. Só não tem tantos artistas de rua.

Programa típico #5: Visitar o Jardim de Luxemburgo
Nada contra o Jardim de Luxemburgo. Aliás, acho até muito legal: é um pedacinho de calma no meio do tumulto da cidade. Mas, se você perguntar pra qualquer parisiense qual é o melhor parque da cidade, a resposta vai ser outra…
Alternativa: Visitar o Parc de Buttes Chaumont
O Parc de Buttes Chaumont é considerado o parque mais charmoso da cidade. A localização é um pouco longe das atrações turísticas típicas, mas vale a pena para quem quer realmente aproveitar um parque: muito espaço verde, cachoeiras, linda vista para a Sacré-Couer e um restaurante/bar super-badalado no verão.

Programa típico #6: Jantar em Saint Germain
O bairro de Saint Germain é central e muito charmoso, cheio de restaurantes e cafés com terrassos ótimos para ver o tempo passar. Vários desses cafés, inclusive, são históricos, e foram frequentados por artistas famosos. O porém? Hoje em dia, os preços são compatíveis com a fama (quem topa comprar um chocolate quente por 8 euros?) e a maior clientela são os turistas que só estão na cidade de passagem.
Alternativa: Jantar no 11ème
Atualmente, o 11ème é o bairro do momento. Os parisienses frequentam o bairro principalmente à noite, tanto para jantar nos restaurantes da moda quanto para tomar alguma coisa em um dos bares descolados da região.

Lojas Printemps (Paris)

Lojas Printemps

Programa típico #7: Fazer Compras na Galeria Lafayette
Vale a pena visitar as Galerias Lafayette? Claro que vale. A cúpula é belíssima e a vista grátis de Paris do 7o andar é espetacular. Mas fazer compras? Só se você tiver muitos e muitos euros sobrando na sua conta corrente.
Alternativa: Fazer Compras na Au Printemps
A loja Au Printemps é uma boa alternativa. Praticamente do lado das Galerias Lafayette, com uma vista similar do terraço e preços mais em conta. Mas o que também não quer dizer barato! Na verdade, Paris não é o paraíso de compras que os Estados Unidos pode ser, é bom lembrar desse detalhe.

Programa típico #8: Andar de Taxi
É bem cômodo para um turista simplesmente pegar um taxi: não precisa se preocupar com o caminho. Mas, já vou logo avisando, taxi em Paris não é tão abundante assim. Na maioria das vezes, precisa ter muita sorte, ou pedir pelo telefone. Por isso que geralmente eu recomendo…
Alternativa: Andar a Pé
Paris é uma cidade relativamente pequena. Vale a pena botar um mapa em baixo do braço (ou usar o GPS do telefone) e tentar enfrentá-la à pé. Você vai ver muito mais detalhes escondidos e charmosos desta forma. Se as distâncias forem muito grandes, o sistema de metrô da cidade funciona muito bem e chega a praticamente qualquer canto.

Programa típico #9: Ônibus Hop-on Hop-off
Muita gente gosta de usar um desses ônibus turísticos para fazer uma “panorâmica” da cidade, e ver todos os pontos principais em algumas horas. Mas, se é essa a intenção, por que não um…
Alternativa: Passeio de Barco no Rio Sena
As grandes atrações de Paris estão na beira do Sena. Uma forma muito mais charmosa de ver todas de uma vez só é fazendo um passeio de barco pelo rio. Sem contar que você ainda vai ganhar um ângulo diferente para suas fotos!

Parc Asterix (Paris)

Parc Asterix

Programa típico #10: Euro Disney
Muita gente que vem a Paris resolve tirar um dia inteiro para ir à Euro Disney. Nada contra. A Euro Disney é legal. Só que quando você só tem um tempo limitado na cidade, porque perder tanto tempo em uma atração tipicamente norte-americana?
Alternativa: Parc Asterix
Se você quer mesmo incluir um parque de diversões à sua viagem, existem alternativas mais francesas, como o Parc Asterix. Baseado na história em quadrinhos Asterix e Obelix, o parque é bem divertido e bem mais original que a Disney.

E você, querido leitor? Prefere os programas típicos ou mais alternativos? Quais desses programas você já experimentou em Paris? Quais recomenda?

Todos esses programas e mais estão no ebook 10×10 Paris. São 10 itens em 10 categorias, contabilizando 100 dicas para uma viagem inesquecível para Paris!

Continue organizando sua viagem:

- Encontre o hotel perfeito para a sua viagem
- Não corra riscos e contrate um seguro de viagem
- Ganhe tempo e garanta seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas do seu destino
- Vai precisar de carro? Compare as empresas de aluguel de carro disponíveis no mercado

4 Comments

    • SOSViagem 26/03/2016
  1. Luis Felipe 19/07/2015
    • SOSViagem 22/07/2015

Leave a Reply

África Américas Ásia Europa Noruega Oceania
Viajar sozinho também pode ser inesquecível.
Viajar sozinho: inspiração para encarar essa aventura!
Boekhandel Selexyz Dominicanen, Maastricht, Holanda.
As 10 livrarias mais bonitas do mundo
Doces franceses que você precisa provar
Hora do doce: cinco doces franceses que você precisa provar
Como arrumar sua mala
Como planejar uma viagem: arrumando as malas
dinheiro
Como planejar uma viagem: como levar dinheiro
Como planejar uma viagem: fechando o roteiro
Hotel
Como planejar uma viagem: hospedagem
Guia de Paris: 10x10 Paris
Guia de Paris: 10×10 Paris
Guias de Viagem
Guias de viagem para inspirar e organizar sua próxima aventura
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Berlim
Mini Guia: Berlim
Compartilhar
Twittar
Pin
+1
WhatsApp
Email