Uma capital dividida: Ottawa e Gatineau (Canadá)

Ottawa (pronuncia-se Ó-tôá) é a capital canadense e a quarta maior cidade do país. Apesar de ficar na província de Ontario (a mesma de Toronto) fica mais perto de Montreal (cerca de duas horas de carro). Logo, se a idéia é fazer um bate-e-volta, é melhor sair da cidade mais próxima. Outra idéia é fazer uma parada no caminho entre Toronto e Montreal, já que Ottawa fica entre estas duas cidades que recebem mais turistas.

Ottawa de um lado; Gatineau do outro

Ottawa de um lado; Gatineau do outro

Bem, na verdade, a região da capital canadense (National Capital Region) é composta por duas cidades vizinhas: Ottawa e Gatineau (pronuncia-se Gatinô). É difícil planejar uma visita à região e não ficar brincando de passar de uma cidade para a outra. Elas são separadas por um rio, e, claro, ligadas por várias pontes. Mas também são duas províncias diferentes, Ontario e Quebec, o que significa inglês de um lado e francês do outro.

Uma visita a essas cidades tem que incluir dois pontos turísticos essenciais.

O Parlamento e a Biblioteca

O Parlamento e a Biblioteca

O primeiro é o Parlamento (Parliament Hill), onde os prédios mais importante do governo canadense está rodeado por estátuas e uma belíssima arquitetura. Caminhe pela região, inclusive dê uma volta completa no prédio principal para não perder um dos ícones canadenses: a Biblioteca (o mesmo prédio da nota de 10 doláres canadenses).

O segundo ponto que não pode faltar na sua visita é chamado Rideau Hall, e é a versão canadense da Casa Branca americana. Ou seja: é a residência oficial do governador do estado do Canadá. Na frente da casa há um jardim enorme, cheio de árvores plantadas por famosos, com plaquinhas indicativas. Passeando pelo jardim, você vai achar árvores plantadas por praticamente toda a família real inglesa (e várias da rainha Elizabeth II), muitos dos presidentes norte-americanos como JFK, Nixon e Clinton, e outros líderes mundiais, incluindo Nelson Mandela e Vladimir Putin. Também tem um Inukshuk, uma espécie de escultura composta por várias pedras, que tem formato humano. Esse tipo de estrutura é um símbolo da cultura Inuit, que são parte da população nativa canadense.

moedas e mais moedas

moedas e mais moedas

E já que nós estamos na capital nacional, nada mais apropriado que aprender um pouco mais sobre sua moeda. Então, uma boa pedida é uma visita à Casa da Moeda Canadense (Canadian Royal Mint), onde eles vão te ensinar como as moedas (e as medalhas olímpicas) são fabricadas. E se você é um colecionador, vai adorar as edições especiais, é claro. Você também terá a chance de (tentar) segurar uma barra de ouro que vale um milhão de dólares (e pesa cerca de 13 quilos).

Se ainda tiver tempo sobrando, a região da capital também conta com uma porção de museus interessantes. Nós damos destaque ao Museu da Civilização Canadense (Musée Canadien des Civilisations), o museu mais visitado do país, que conta a história das tribos nativas e dos canadenses mais influentes.

Continue organizando sua viagem:

- Encontre o hotel perfeito para a sua viagem
- Não corra riscos e contrate um seguro de viagem
- Ganhe tempo e garanta seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas do seu destino
- Vai precisar de carro? Compare as empresas de aluguel de carro disponíveis no mercado

Leave a Reply

África Américas Ásia Europa Oceania
3x4 Austrália.
3×4 Austrália: Dicas de quatro blogueiros de viagem
Casa de Jorge Luís Borges.
Casa de Jorge Luís Borges: em busca do Aleph
Olinda, Pernambuco.
Olinda (PE): Teus coqueirais, o teu sol, o teu mar!
Guia de Paris: 10x10 Paris
Guia de Paris: 10×10 Paris
Guias de Viagem
Guias de viagem para inspirar e organizar sua próxima aventura
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Berlim
Mini Guia: Berlim
Compartilhar
Twittar
Pin
+1
WhatsApp
Email