Encontro das águas e de sabores: Um fim de semana em Manaus (Brasil)

chegando em Manaus pela Floresta Amazonica

chegando em Manaus pela Floresta Amazonica

Se você ainda não conhece Manaus, pretende passar um fim de semana por lá e vai de avião, comece escolhendo cuidadosamente o vôo. Prefira um que chegue durante o dia. A paisagem é magnífica, imperdível: a densa floresta contrasta com o rio-mar e, entre eles, a cidade branca surge decidida, uma centelha humana no seio da natureza.

Então estamos combinados: seu voo vai aterrissar de manhãzinha, e você, com todo gás, já chega com muita disposição para conhecer tudo o que for possível…

Sábado

Cupuaçu

Cupuaçu

Se for bem cedo, inicie seu dia em um café-regional. Esqueça os sabores que conhece, e se delicie com as frutas da época (inteiras ou como sucos): cupuaçu, tucumã, bacuri, açaí, abiu, caiaué, guaraná, murici, mapati, taperebá, patauá… uma infinidade de novas oportunidade que seu paladar precisa explorar cuidadosamente. Depois, peça uma tapioca recheada com tucumã, queijo coalho e banana, ou um “x-caboquinho” (pão francês com tucumã e queijo coalho). Finalize com uma fatia de bolo de mandioca com coco ou biscoitos de castanha do pará.

O famoso encontro das águas

O famoso encontro das águas

Em seguida, se apresse, pois o principal programa do dia começa no meio da manhã: a ida ao ‘Encontro das Águas‘… As excursões tradicionais, em um barco regional de dois andares, partem mais ou menos às 9 horas e voltam às 15 ou 16 horas. Saindo de Manaus e navegando pelas águas escuras do Rio Negro por pouco mais de uma hora, é fácil notar a chegada das águas pardas do rio Solimões. Como são diferentes em temperatura, densidade e velocidade, as águas dos dois rios não se misturam facilmente e, assim, correm lado a lado por vários quilômetros. O espetáculo é único; querendo, você pode pular na água e nadar, explorando melhor o lugar. O dia ainda inclui o Parque Ecológico Janauari, com passeio de canoa pelos igapós, visita à majestosa simbaúma (maior árvore da região) e a uma lagoa cheia de vitórias-régias, além de almoço em um restaurante flutuante. Na sua mochila não podem faltar o filtro solar e o repelente para insetos.

Para quem gosta de pescar, a sugestão é continuar com os pescadores, participar da pescaria do pirarucu em um viveiro flutuante, e só voltar à noite.

Para quem voltar à cidade, um passeio pela Praia da Ponta Negra é uma ideia interessante para amenizar o calor.

[Continue acompanhando esse roteiro: Sábado | Domingo]

Continue organizando sua viagem:

- Encontre o hotel perfeito para a sua viagem
- Não corra riscos e contrate um seguro de viagem
- Ganhe tempo e garanta seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas do seu destino
- Vai precisar de carro? Compare as empresas de aluguel de carro disponíveis no mercado

No Responses

Leave a Reply