Ladeiras, paisagem lunar e mercado de bruxas: Um fim de semana em La Paz (Bolivia)

A primeira coisa a se considerar antes de planejar um fim de semana na capital da Bolívia é a altura… ou melhor, o mal de altura, também conhecido como soroche. Sugerimos que você reserve um dia para vencer esse desafio. Mas, resolvido esse problema, é hora de aproveitar tudo o que La Paz tem para oferecer!

Sábado

Vista do Mirador Killi-KIlli

Vista do Mirador Killi-KIlli

Comece seu fim de semana com o pé direito: peça para um taxista te levar até o Mirador Killi-Killi, um dos pontos de observação mais bonitos da cidade. Dá para ver todo o relevo de La Paz, além de ter uma visão privilegiada da montanha nevada. Imperdível!

Dica do SOSViagem: Taxi na Bolívia é super barato, mas não tem taxímetro. Logo, se lembre de negociar o preço antes de entrar no carro!

Calle Jean

Calle Jean

Peça para o taxista te esperar e depois te deixar na Calle Jean. Essa é considerada a rua mais bonitinha e turistica da cidade. Todas as casinhas tem cores diferentes e existe uma alta concentração de museus no local, com destaque para o Museu Murillo, que é a casa onde viveu Don Pedro Murillo, o líder da revolução da independência da Bolívia que foi enforcado na Plaza de Armas. A casa data do século 19 e ainda guarda móveis e objetos de decoração da época, além de alguns documentos.

Dica do SOSViagem: Preste atenção no relógio. Todos os museus de La Paz fecham para o almoço, entre 12:30 e 14:30/15hs. É quase uma siesta!

A Calle Jean fica há algumas quadras da Plaza Murillo. Essa simpática praça é o coração da parte mais tradicional da cidade. Ao redor dela você vai encontrar a Catedral, o Palácio do Governo, o Palácio Legislativo e o Museu Nacional de Arte. Mas o mais legal mesmo é sentar um pedacinho e observar as pessoas: tem muitas senhoras vestidas com roupas tradicionais e muitos turistas alimentando pombos.

A próxima parada no itinerário é a Basílica de São Francisco, que não é difícil de chegar porque é ladeira a baixo. A igreja é muito bonita e super movimentada. Na pracinha à frente, você vai encontrar vários vendedores ambulantes e até algumas barraquinhas de todo tipo de buginganga. Mas se você estiver procurando eletrônicos e acessórios, a pedida é pegar um ônibus (é bem fácil!) ou taxi até a rua Eloy Salmon, onde você vai achar preços muito bons.

Basílica de São Francisco

Basílica de São Francisco

Termine seu dia na atração mais famosa de La Paz: o Mercado das Bruxas! São mais ou menos duas quadras da rua Jean do Linhares que foram tomadas por lojinhas que vendem as peças mais típicas da cultura local, milhares de souvenirs e artesanato, até ingredientes necessários para outros propósitos, como fetos de lhama, animais empalhados e coisas afins. Em uma das pontas do mercado fica o .Museu da Coca, que apesar de meio didático demais, ensina muita coisa sobre a planta.

Na região do Mercado das Bruxas não falta restaurantes. A esquina da rua Murilo com a Cochabamba, especialmente, tem opções para todos os gostos: barzinho, fast food, comida italiana, mexicana e vegetariana.

[Continue acompanhando esse roteiro: Sábado | Domingo]

Continue organizando sua viagem:

- Encontre o hotel perfeito para a sua viagem
- Não corra riscos e contrate um seguro de viagem
- Ganhe tempo e garanta seu ingresso para algumas das atrações mais concorridas do seu destino
- Vai precisar de carro? Compare as empresas de aluguel de carro disponíveis no mercado

Leave a Reply

África Américas Ásia Europa Oceania
Casa de Jorge Luís Borges.
Casa de Jorge Luís Borges: em busca do Aleph
Olinda, Pernambuco.
Olinda (PE): Teus coqueirais, o teu sol, o teu mar!
Casa de Ernest Hemingway.
“O velho e o mar”: A Casa de Hemingway
Guia de Paris: 10x10 Paris
Guia de Paris: 10×10 Paris
Guias de Viagem
Guias de viagem para inspirar e organizar sua próxima aventura
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Roma
Mini Guia: Berlim
Mini Guia: Berlim
Compartilhar
Twittar
Pin
+1
WhatsApp
Email