O Marrocos de “O Clone”

O Clone
O Clone

Jade (Giovanna Antoneli) e Latiffa (Letícia Sabatella) em O Clone

A novela “O Clone” foi um grande sucesso da Rede Globo de 2001/2002. Quem não se lembra do romance entre Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício)? Entre clonagem e dependentes químicos, o programa re-apresentou o Marrocos aos brasileiros.

A cultura mulçumana recebeu grande destaque. Personagens masculinos tinham mais de uma esposa, e várias palavras em árabe se incorporaram ao vocabulário da população, como “inchalá” e “haram”. Expressões árabes traduzidas para o português foram ainda mais usadas, com Jade sendo constantemente “jogada ao vento” e os personagens do núcleo marroquino com medo de “queimarem no mármore do inferno”.

Apesar de clichês e distorções culturais, a novela mostrou paisagens que maravilharam os brasileiros. Tanto é que, segundo a Folha de São Paulo, a quantidade de turistas brasileiros no Marrocos deu um grande salto, chegando na casa dos 16 mil no ano de 2010. Mas, para a indústria do turismo marroquina, ainda é pouco: eles querem receber 100 mil brasileiros por ano!

A seguir, a abertura da novela:

Se você também está interessado em cenários de outras novelas, que tal dar uma olhada na passagem de “Amor à Vida” por Machu Picchu (Peru)?